domingo, 18 de agosto de 2013

Homem é objeto 2

Continuando a história com o policial...
Acho que meu romance durou aproximadamente uma semana. Foi bom, pois descobri a fórmula para não sofrer. O segredo é não gostar! Nada de paixonites agudas, isso só atrapalha. 
Naquela mesma manhã, onde peguei carona com o “dito cuju” e demos uns beijinhos durante o trajeto, nas paradas das sinaleiras; tive a certeza que ele não era o homem certo. Não era quem eu procurava. Mas como hoje em dia, sou muito mais prática e menos sentimental que antes, deixei rolar.
Como cheguei a esta conclusão Simplesmente, porque logo quando estacionamos ele me agarrou, me beijou e apalpou meus seios. Achei aquilo de uma grosseria tão grande. Não que eu seja uma adolescente ingênua que acha um absurdo se um garoto toca nos seus seios. Estou longe disso. Mas isso não é atitude de cavalheiro. Um lord, jamais trata uma mulher dessa forma: apertando seus seios no primeiro encontro ( se é que posso chamar de encontro).
Em minha opinião um homem é um cavalheiro não por que agrada a mulher e sim por que a respeita. Ok, são raros homens com esse perfil, mas ainda existem.
E claro que não fiquei ali “aos amassos” bem em frente a empresa onde trabalho. Tenho classe! Dei logo um jeitinho de dizer tchau. Nos falamos durante uns dois dias, ( deixando claro que sempre foi ele que ligou). E após o terceiro dia, ele foi me pegar no trabalho para me levar para casa.
Achei aquilo bonitinho. Vocês podem até me chamar de imbecil, mas tive poucos homens na vida que foram me buscar no trabalho de carro. Aceitei, pois antes um canalha de carro que um certinho de busão. Afinal: os canalhas só maltratam bestinhas, mulher esperta sempre tira proveito e dá nó nos canalhas. 
Eram 22:00 horas e ir para casa de carro esse horário é fantástico. Só que o carinha não estava alí só para me fazer essa caridade. Primeiro ele tentou “namorar” com o carro ali, estacionado em frente meu trabalho. Mais uma vez “cortei” e mandei seguir adiante. Fomos conversando e ele parou o carro em uma rua pouco movimentada no meu bairro. Naquele momento decidi ser um pouquinho grata com ele e dá uma “namoradinha”, sou mulher e nós mulheres precisamos disso. Não que homem seja sinônimo de felicidade. Não é nada disso! Estou a um ano sem sexo e muito bem obrigada. Mas passar 2, 3, 4, 5 anos sem dá um beijo na boca, isso só deixa a mulher frustrada, histérica, mal humorada e mal amada. Mulher tem que ser sexualmente realizada.
Começamos a nos beijar...achei o beijo dele péssimo, pegada péssima. O clima esquentou e me assustei quando ele tirou as calças. Isso: ficou só de blusa! Perguntei: “ Você é maluco? Estamos na rua”.  Ele respondeu que o carro era todo filmado, que o pessoal na rua não dava para ver etc etc E pior que não dava realmente, mas não estava a vontade. 
Confesso que mesmo não gostando, me senti excitada pela aventura de está ali na rua e acabei topando fazer sexo oral nele. Ele queria sexo convencional, mas não topei. Me poupe que não iria tirar a roupa e ficar alí, de perna aberta, transando dentro do carro, bem onde eu moro.
Para ser sincera ele só tocou meus seios. A genitália ele tentou, mas eu estava com roupa apertada, sinta e ele não conseguiu. Também não fiz nenhum esforço para ajudar. Kkkk Então ficamos só naquela “brincadeira” até ele gozar. 
Resultado: ele gozou e nunca mais ligou. Acho que não atendi suas expectativas. Não transei e fui dura, fria, falsa e fingida. Mas o que importa? Eu não gostava dele. Ele não era o cara ideal. O bom partido que procuro. Só uma cobaia! Sexo só quando eu quero e como eu quero!

13 comentários:

  1. Na verdade, sinto te informar que ele só queria isso. Nossa, como já apareceu esse tipo na minha vida, sujeito que nem pagar um motel quer, quer fazer no 0800 dentro do carro mesmo. Já me sujeitei a isso, hoje não mais, porque é isso que eles fazem, gozam e vão embora.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Zaz!!!! Já estava com saudade de suas aventuras!! Fico feliz que pelo menos você tenha aproveitado o que pudesse... Como a colega acima falou, só queria isso mesmo e 0800. Se não rola de primeira, não dão uma segunda chance, nem que seja só para transar, vai entender. Não sei se eles imaginam que se tentarem de novo vamos nos envolver, sei lá. Adorei os limites que você deu, não se permitir ser usada ou se envolver por nada. Não que se você tivesse cedido seria errado, mas você só fez o que quis, mais próximo possível do que você desejava. Como você disse, devemos ser sexualmente realizadas, mesmo que não seja com o príncipe encantado, mas isso não significa deixar o cara fazer o que quer. Achei uma grosseria imensa ele tocar nos seus seios logo de cara. Adorei sua atitude, não se mostrou vulnerável e nem mandona, soube negociar! Assim como você comentou, homens cavalheiros são raros, mas não precisamos ceder para esse tipo tão imbecil. Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (Suspiro)
      Adorei a narração e a história.
      Faço das palavras da Michelly as minhas. Você foi sensacional e agiu da forma certa. Também concordo que devemos ser sexualmente realizadas, mesmo que não seja com o príncipe encantado, mas para isso não precisamos nos submeter a certas coisas.
      Homem perfeito só existe em filme, la é tudo lindo.

      Excluir
    2. Não existem homens perfeitos, claro, porque ninguém é. Mas existem homens corretos sim. São aqueles para os quais você falou "eu não quero estragar a amizade", "teve vejo como um irmão", depois dele ter falado que queria te fazer feliz, simplesmente porque era tímido, com pouca grana ou feio. Ou também é aquele para o qual você não olhou duas vezes porque não parecia "intenso", não tinha "pegada" ou outra característica boba que a mente feminina considera indispensável.

      Vocês não percebem que estão sendo vítimas do próprios critérios. Ao excluírem os "bonzinhos" é claro que resta apenas se relacionar com os cafajestes. E estes, lógico, só querem saber de comer e jogar fora.

      A grande questão é: aos invés de darem uma chance pra quem nutre interesse e admiração genuínas, as mulheres preferem o cara que as enxergam como um mero depósito de esperma, que acham que elas não merecem nem um motel barato.

      Não espero que alguém que tem como um dos objetivos de vida arranjar um marido rico, ou as suas leitoras, entendam o que estou falando, mas, de qualquer forma, prefiro não me omitir.

      Excluir
    3. Quando cliquei pra publicar o 1º comentário, a minha conexão caiu e pensei que ele tinha sido perdido. Por isso, escrevi de novo e acabou acontecendo essa dupla publicação. Pode apagar o 1º comentário, pra evitar poluir o blog.

      Excluir
    4. Olá Jurandir;

      Entendo seu ponto de vista. Realmente, tem muita mulher assim, eu mesma já fui uma. Acredito que o mesmo ocorre com a maioria de minhas leitoras. Nós acreditamos sim que ainda exista homem que preste, tanto que estamos a procura do nosso bom partido. Um BOM PARTIDO, não é apenas um cara com muitas posses, mas também homens corretos e íntegros, que saibam realmente como tratar uma mulher.

      Quanto ao comentário já fiz a correção. Obrigada !

      Excluir
  3. Olá garotas;

    Reconheço que príncipe encantado é coisa do passado, mas quem disse que isso me afeta? Príncipes podem ser raros, mas BOM PARTIDO não. Os comentários maldosos que recebo pouco importavam. Sei que de tanto insistir nesse negócio de amor à antiga, vou encontrar o cara perfeito para mim. Enquanto isso não acontece, vou me preparando para quando ele chegar e "treinar" com outros. Não exijo magnatas, quero apenas um boa praça, estudado, educado e rico.
    Muito obrigada pelos conselhos. A cada post que escrevo fico ansiosa pelos comentários, saber se estou tomando as atitudes certas ou não. Vocês são especiais. Obrigada !

    Zaz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na idade que você está, se você conseguir encontrar para você um cara com todas essas características, se lamente por não ter jogado na Mega-Sena e ter ficado milionária sozinha.

      Excluir
    2. Caro leitor;

      Nunca revelei minha idade, apesar de acreditar que o fator idade é o que menos importa na busca que estou fazendo. Não quero ninguém muito mais novo que eu ou muito mais velho. Quero alguém com as mesmas características que as minhas. Deus escolhe o tempo certo para se encontrar o amor verdadeiro, afinal nunca é tarde pra ser feliz!

      Abraços

      Zaz :) !!!!

      Excluir
  4. Desculpa, eu entendi mal? Você chupou o pênis do policial em troca de carona? ...quanta bobagem!!!
    Falta de assunto e do que fazer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho bom reler a história, isso acabou acontecendo e ela fez por passar por "mal agradecida", cedeu a uma vontade do cara.

      Excluir
  5. Opa, DN, acho que você na entendeu a história... Sugiro que leia novamente.

    ResponderExcluir
  6. Acabei de escrever um comentário para você e gostaria de me desculpar. Fui muito enfática, incisiva e petulante. Acho que você tem o direito de pensar e escrever o que quiser. Gostaria de me justificar dizendo que fiquei enfurecida ao você desprezar pessoas boas por não terem automóvel. E quis vingá-las, pois merecem respeito por conservarem a bondade num mundo como é esse que vivemos atualmente. Mas enfim, é isso.

    ResponderExcluir